Carta de apoio ao padre Kelder, à paróquia Santa Tereza de Calcutá e às comunidades do território do bem

965

Caro Padre Kelder Brandão,

Abençoados são vocês, cujo compromisso com Deus atrai perseguição. A perseguição os fará avançar cada vez mais no Reino de Deus.”

E isso não é tudo. Considerem-se abençoados sempre que forem agredidos, expulsos ou caluniados para me desacreditar. Isso significa que a verdade está perto de vocês o suficiente para os consolar – consolo que os outros não têm. Alegrem-se quando isso acontecer. Comemorem, porque, ainda que eles não gostem disso, eu gosto! E os céus aplaudem, pois sabem que vocês estão em boa companhia. Meus profetas e minhas testemunhas sempre enfrentaram essa mesma dificuldade”.

Mateus 5, 10-11

Nós, do Espíritas à Esquerda, através dessa carta, manifestamos apoio a você, caro irmão, e a toda a paróquia e repudiamos a tentativa descabida de intimidação por parte da Polícia Militar.

É inadmissível que o Estado use as forças policiais para tentar silenciar, de forma tão truculenta, a voz que se levanta para defender o povo mais sofrido e com menos acesso às políticas públicas.

Jesus alertou-nos a olhar pelos pobres, excluídos e marginalizados. Assim, todos que seguem Jesus devem guiar-se por seus ensinamentos, mesmo sabendo que tal atitude carrega o risco da incompreensão, da desconfiança e da perseguição.

É revoltante constatar a dura e escandalosa opressão de quem acolhe os que mais sofrem e fica ao lado dos mais pobres.

Essa carta de repúdio e apoio é também um pedido aos poderes constituídos para que tomem as medidas cabíveis a fim de resguardar e proteger o padre Kelder e sua paróquia, além de punir exemplarmente os autores desse ato injusto e desproporcional.

O Brasil é um dos países mais violentos para quem defende os direitos humanos. É chegada a hora de o amor vencer!

Por isso, nós, do coletivo Espíritas à Esquerda, juntamo-nos em prece e voz, com a coragem e a fé que nos move em direção ao outro, a essa vigília de esperança para que fatos assim não aconteçam mais.

Somos todos padre Kelder!

Vitória, 29 de julho de 2023.

1 COMENTÁRIO

  1. Há momentos que sinto profunda tristeza com tanta maldade e crueldade que ainda existe na mente do ser humano. Chego a pensar que a humanidade não está progredindo moralmente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui