Breve balanço de 2022

1410

Foi um ano difícil para todos. Isso é inegável. O país chega ao final desse ano com quase 700 mil mortos pelo vírus da pandemia e pelo verme genocida que se despede do poder. Muita dor, sofrimento, desespero e morte no caminho. Um caminho que já seria difícil sem o inominável no poder e que se tornou, por conta de sua imoralidade e inépcia, insuportável.
Ou seja, um caminho que já seria difícil de qualquer maneira, por conta da pandemia, ficou insuportável por causa do miliciano.

Mas a parte do país que ainda consegue se indignar e lutar conseguiu, pela força da democracia, enxotar esse traste humano e tirar a quadrilha miliciana do poder.

Manifesto

E os espíritas progressistas tiveram importante papel nesse percurso, pois estiveram engajados continuamente na campanha eleitoral mais importante da história recente do Brasil, uma eleição que não foi apenas um embate de ideias e propostas, mas foi um embate entre amor e ódio, fraternidade e perversidade, cultura e ignorância, diversidade e discriminação, liberdade e autoritarismo, em suma, entre a civilização e a barbárie. E uma das formas de atuação foi o “Manifesto dos espíritas contra a reeleição do atual presidente”, proposto conjuntamente pelo EàE, ABPE e Ágora, que teve imensa adesão dos espíritas e grande repercussão na imprensa progressista. Além disso, a esquerda espírita esteve presente nas ruas durante todo o ano em manifestações e eventos de campanha contra a necropolítica do governo que se encerra. Os registros dessa intensa participação estão nas redes sociais do EàE.

Lives e aulões

E o EàE contribuiu nesse ano de 2022 com diversas edições de seus programas ao vivo nas redes sociais, trazendo personalidades e temas para o debate político, social e espírita. Esteve também presente com textos e reflexões sobre essas questões, buscando levá-las ao movimento espírita para que a realidade seja o principal tema de suas instituições, pois o EàE entende que não é possível pensar o espírito imortal sem a necessária reflexão sobre sua condição material de vida na Terra.

Encontro Nacional

Nesse ano, o EàE conseguiu realizar, após a grave crise da pandemia de covid-19, o II Encontro Nacional da Esquerda Espírita. O encontro ocorreu na cidade de São Paulo, no dia 10 de julho, na sede do Sindicato dos Bancários de SP. No evento, que também foi transmitido ao vivo pelas redes sociais, estiveram presentes como palestrantes a Dora Incontri, o Thiago Torres, conhecido como Chavoso da USP, a deputada federal Luiza Erundina (PSOL-SP), e os professores Juliana Magalhães e Alysson Mascaro. Durante o encontro da esquerda espírita, ouvimos e debatemos sobre política, sociedade, espiritualidade e eleições.

Clube do Livro

Em 2022, o EàE, em parceria com a Associação Brasileira de Pedagogia Espírita (ABPE) e a Editora Comenius, lançou o Clube do Livro Espiritismo e Sociedade, com livros de autores espíritas progressistas que estavam ausentes das prateleiras das livrarias espíritas. Lançamos uma nova tradução de “Socialismos e espiritismo”, de Léon Denis; lançamos pioneiramente, após longos quase 70 anos, a obra “Os espiritualistas perante a paz e o marxismo”, de Eusínio Gaston Lavigne, cuja publicação de suas obras espíritas é exclusiva do EàE; publicamos também uma nova tradução de “Conceito espírita do socialismo”, de Cosme Mariño; e uma nova edição de “Dialética e metapsíquica”, de Humberto Mariotti. Ainda há novos livros espíritas progressistas a serem publicados dentro dessa coleção pioneira.

ESE antirracista

evangelho antirracistaEm novembro, no Dia da Consciência Negra, o EàE lançou o primeiro livro de seu projeto antirracista: “O evangelho segundo o espiritismo – Edição antirracista”. Uma obra, gratuita, que veio romper o longo silêncio do movimento espírita sobre as questões étnicas e sobre o racismo presente nas obras kardecistas. Foi um projeto corajoso e abraçado por todos dentro do EàE, sendo conduzido com o cuidado necessário que a questão exige. Houve choro e ranger de dentes, mas houve também, em sua maioria, manifestações de apoio e de felicitações ao trabalho de enfrentamento do racismo feito pelo EàE dentro do movimento espírita.

Estudos

Além de tudo isso, o EàE deu prosseguimento a seus grupos de estudos de espiritismo progressista e aprofundou suas reflexões sobre os Núcleos Espíritas Populares, uma proposta de transformação radical de atuação do movimento espírita.

O ano de 2023, que já surge cheio de esperança e alegria, será mais um ano de muito trabalho para o EàE. Há muitas novidades vindo por aí que vão, certamente, chacoalhar ainda mais o movimento espírita. Porque o EàE existe para isso.

Venha fazer parte desse movimento que agrega os espíritas progressistas e ajudar nas reflexões, nos projetos e na execução de suas propostas.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui