Ao público espírita: contra o terrorismo, a violência e o vandalismo

2091
Marcelo Camargo / Agência Brasil

O EàE, veementemente, vem-se manifestar ao público espírita contra os atos criminosos ocorridos em Brasília, no dia 8 de janeiro de 2023, perpetrados por seguidores e apoiadores do ex-presidente da República.
Os criminosos, vândalos e terroristas atuam para tentar reverter o resultado eleitoral legítimo, que escolheu Luiz Inácio Lula da Silva como novo presidente da República.
Manifestações de pessoas e grupos são garantidas pela Constituição da República, mas não há absolutamente nada que possa justificar atos de vandalismo e depredação de patrimônio público e de violência contra servidores, trabalhadores da imprensa e o povo em geral.
É importante denunciar, como o EàE tem feito de forma contínua nas suas redes sociais, a trágica participação de lideranças autodenominadas espíritas nesses eventos, seja na forma presencial ou virtual, divulgando, apoiando e financiando esse tipo de ação criminosa.
Isso não é mais uma questão meramente ideológica ou de preferência político-eleitoral, isso é uma associação indevida das propostas espíritas de amor e fraternidade ao crime e ao terrorismo. E esses dirigentes, médiuns, oradores, artistas e escritores espíritas devem ser repudiados e denunciados por todos aqueles que se sentem tocados pela beleza e profundidade da mensagem espírita.
O movimento espírita não pode mais dar espaço em suas instituições e eventos presenciais ou virtuais a essa gente que manchou o espiritismo de forma tão grotesca. E o EàE continuará a denunciá-la, incluindo aqueles que dão espaço a essa estranha gente espírita que escolheu o caminho do crime, da violência e do ódio.

5 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns pela iniciativa. Nunca imaginei que chegaríamos ao ponte de termos espiritismos ideologicamente segmentados. Se Jesus existir, deve ter se arrependido de muita coisa, coitado.

  2. Eu abandonei essa doutrina por ter percebido inúmeras inconsistências e abusos de caráter alienante. A tal propagada mediunidade e comunicação com “espíritos superiores” “previsões” e “psicografias” mais são na verdade manifestações pessoais dos ditos médiuns. Um verdadeiro estelionato intelectual. Se apropriaram da ciência para se auto definirem como racionais e se legitimarem. Uma fraude. São manifestações delirantes e até certo ponto beirando ao estado esquizóide e ao ativismo político liberal como comprovado por diversas manifestações de apoio e simpatia por regimes políticos ditatoriais de seus “ilustres icônicos líeres” em total contraposição com a natureza de Jesus Cristo. Figuras como Alan Kardec, Chico Xavier e Divaldo Pereira Franco são seres humanos repletos de erros e equívocos de toda ordem, porém mesmo assim, esse movimento, seita, religião ou sei lá o que necessitou “endeusar” tais personagens para se afirmar diante de simpatizantes utilizando a necessidade humana ocidental de “personalidades imponentes e carismáticas diante de suas fragilidades emocionais, psíquicas e intelectuais. É gritante e triste que diante da crise que nossa sociedade vive, instituições como a FEB, federações e demais casas de natureza espírita e espiritualistas tentam se descolar da reponsabilidade por essa grave crise ética, moral e intelectual na qual o Brasil passa. Elas tem sim e muita responsabilidade nessa grave crise que vivemos. Passei os últimos 7 anos confirmando e colhendo exemplos, falas e manifestações destas da incongruência que todos são, praticam e desejam ser. O espiritismo brasileiro é uma fraude e um estelionato.

    • Oi Wagner, a doutrina não é passível de estelionato, pois é bem claro que as mensagens dever ser colocadas em dúvida. O médiuns devem ser colocados em dúvidas. O grande problema é que espíritas não estudam a doutrina e querem respostas prontas, acostumados que somos a maioria, de receber respostas prontas de líderes religiosos, processo que remonta a reencarnações anteriores, onde certamente não éramos espíritas. Cabe a cada espírito espírita, estudar e aprender a avaliar as mensagens, num processo constante de aprendizado.
      Forte abs.

    • Colocar o senhor Kardec nesse caldo demonstra que a senhora nunca o leu portanto seu comentário nem publicado deveria ser por demonstrar tamanha virulência e ódio à doutrina espírita.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui