Núcleos Espíritas Populares – Uma proposta de renovação

3733

Em 2023, o EàE deve colocar como uma de suas prioridades de ação-reflexão a implantação de Núcleos Espíritas Populares (NEPs), que é uma proposta de renovação e transformação radicais para atuação do movimento espírita.

Como base introdutória para uma reflexão conjunta dos espíritas progressistas, o EàE participou do V Encontro Nacional da CEPABrasil, ocorrido em Santos, SP, entre os dias 4 e 6 de novembro de 2022, com o texto “Núcleos Espíritas Populares: uma proposta de renovação”, no qual esboça algumas premissas e propõe alguns caminhos para essa transformação do movimento espírita.

Esse texto completo foi apresentado virtualmente e está disponível no canal do YouTube do EàE, no seguinte endereço:

 

O texto completo para leitura pode ser baixado no seguinte endereço:

NEPS (1918 downloads )

Segue abaixo o resumo do texto:

Esse discurso pretende apresentar uma proposta de renovação do movimento espírita e, mesmo que diminuta, da sociedade em que ele se insere. E esse propósito é buscado por meio do uso da beleza teatral do texto de Eurípedes, servindo ao mesmo tempo como forma, desenhando um cenário de fundo para a discussão, e como conteúdo reflexivo, pois a tragédia bacante conduz o seu leitor a uma paráfrase possível da realidade espírita por meio do drama vivido por suas personagens. Se Eurípedes, em sua maturidade encanecida e ao escrever sua última e impactante obra, foi capaz de refletir sobre os deuses gregos e questionar a religião, a condição social das mulheres e o poder do estado sobre a vida privada, é também possível que o movimento espírita brasileiro, após seus mais de cento e cinquenta anos, seja capaz de refletir sobre seu caminho, seus méritos, seus desvios e atalhos e propor saídas para os problemas que tem enfrentado na realidade em que atualmente se encontra. Com esse propósito e esse pano de fundo, parte-se das reflexões e práticas históricas de Paulo Freire e das Comunidades Eclesiais de Base para propor uma nova forma de atuação do movimento espírita, voltada para um trabalho popular de conscientização e de promoção da transformação social. Esse novo caminho é nomeado nesse discurso de Núcleo Espírita Popular (NEP). Não sendo mais possível pensar num movimento espírita que, por meio da atividade alienante e da caridade esmoler, contribui para manter os graves problemas sociais, contrariando tudo o que está proposto nos ensinos de Jesus e dos espíritos que auxiliaram Kardec, faz-se necessário ultrapassar esse estágio de fideísmo inócuo, focado exclusivamente na escatologia idealista e na soteriologia subjetiva, para avançar sobre a ideia central do Reino apresentada por Jesus quando se propôs a trazer para mulheres e homens a possibilidade da construção duma nova sociedade justa e fraterna, uma sociedade que não é desse mundo de opressão e indignidade. Para isso, faz-se também necessário pensar não apenas no objetivo principal, que é a continuidade da luta pela construção do Reino, mas refletir e propor caminhos objetivos para esse movimento ao mesmo tempo profundo e arriscado, haja vista a enorme resistência que será contraposta, como penteus contemporâneos, por todos os que se conservam em seus privilégios sociais, mormente dentro do próprio movimento espírita. Entretanto, essa é a tragédia a que está destinado o espiritismo, como um mensageiro de Dioniso, resgatar a originalidade revolucionária daquilo que foi trazido pelo homem nazareno, atuando como um educador das propostas dessa nova sociedade, conscientizando mulheres e homens do povo de seu papel histórico, social e político.

10 COMENTÁRIOS

  1. Interessante. Só precisaremos de cuidado para não irmos ao oposto apenas e se tornar panfletario. Estou profundamente decepcionado com o conservadorismo espirita ha tempo e principalmente agora com uma explicitaçao fascista. Parabens

  2. No passado fui das CEB’s, sempre pensei que é revolucionário uma pessoa com noção de q somos temporários aqui pra evoluir a si e a sociedade. Um mundo melhor é possível, um encarnado melhor é possível…

  3. Reflitamos profundamente profundamente no exemplo do Cristo e nos ensinamentos da Doutrina consoladora e sigamos firmes e reto até a porta estreita, pois larga é a porta da perdição.

  4. A ideia é , em si, muito interessante mas, se formos fazer isto, com a linguagem e as palavras usadas no resumo acima, vai ser difícil fazer o povo entender.

  5. Acho muito bom e importante, mas gostaria de saber o que os espíritos contatados pelo(s) EAE têm dito a respeito. Existem comunicações recentes respaldando a nova abordagem?

  6. Boa noite, estou para criar NEP aqui em minha cidade, mas pedi ajuda a vcs pelo Instagram e não obtive nenhuma resposta. Achei esse vídeo para entender mais a proposta e tenho entendimento da linguagem que vcs usaram, mas para ser realmente popular, é necessário revisar essa linguagem complexa. Falam do conservadorismo e jactância do Movimento, mas a linguagem é exatamente a que eles usam! Sejam simples e objetivos, ou cairão no mesmo elitismo do Movimento que “combatemos”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui