Religião também é política

128
Reflexão feita por Sheila Walker e Chucho Garcia no "1º Encontro de Povos de Terreiros Ègbé - eu e o outro"

Sim, “religião também é política”. E deixamos aqui essa reflexão feita por Sheila Walker e Chucho Garcia em entrevista ao jornal quando do “1º Encontro de Povos de Terreiros Ègbé – eu e o outro”, realizado nos dias 15 e 16 de junho, em Belo Horizonte, MG.

Reflexão feita por Sheila Walker e Chucho Garcia no “1º Encontro de Povos de Terreiros Ègbé – eu e o outro”

E fica a dica para os muitos que vêm à nossa página dizer que religião e política não se misturam ou, particularizando, que não deveríamos misturar o espiritismo à política.

Para nós, da página, e que isso fique BEM claro, não há como dissociar o espiritismo da realidade social em que vivemos, portanto, espiritismo É política na sua essência, espiritismo e política são indissociáveis. E mais, aqueles que pretendem pregar um suposto espiritismo apolítico fazem justamente a política sem consciência, sem buscar a reflexão sobre a realidade, portanto é a pior política possível para as pessoas trabalhadoras que sofrem a realidade da exploração cotidiana de seu suor e de sua alma.

Somos seres integrais e não há como pensar um espiritismo inócuo, apolítico e insosso. Espiritismo é para seres humanos, para trabalhadores, mulheres, pobres, homens, negros, LGBTs, índios, sem-teto, sem-terra, enfim, para os que vivem no mundo real, sofrem e precisam de consciência, organização e consolo.

Para nós, não há como ser diferente disso.

Texto do Portal Geledés.

Publicado no Facebook em 30 de junho de 2019.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui