Repúdio à convocação aos atos pró-Bolsonaro em 7 de setembro por parte de alguns espíritas

161

Há cinco anos o coletivo Espíritas à Esquerda trabalha no intuito de esclarecer, acolher e debater com a comunidade dos espíritas e não espíritas os diversos problemas que afligem a sociedade brasileira de maneira ampla e plural.

Os últimos anos trouxeram grandes desafios ao movimento espírita brasileiro, impondo aos espíritas, incomodados e preocupados com a onda reacionária que tomou conta de diversos setores da sociedade brasileira, posicionarem-se de maneira mais ostensiva contra o fascismo que corrói as bases da frágil democracia brasileira.

Desta forma, foi com tristeza, porém sem surpresa, que identificamos nas redes sociais diversas manifestações, por parte de autointitulados médiuns e supostos grupos espíritas, convocando os confrades para comparecerem aos atos antidemocráticos previstos para o próximo 7 de setembro. Dito isso, afirmamos:

1. Repudiamos o apoio a tais manifestações, que são fomentadas pelos setores historicamente mais reacionários e obscuros da política e da sociedade brasileiras. Não coadunamos com grupos que fazem uso da violência e da mentira como caminhos de edificação social.

2. Defendemos a liberdade de expressão nos moldes definidos pela Constituição Federal de 1988, e, desta forma, não entendemos como liberdade de expressão a ameaça, o achincalhamento e a agressão às instituições republicanas, bem como qualquer arroubo de ruptura institucional por meio da força.

3. Afirmamos que o espírita que se alinha ao atual governo federal, representado por criatura ignóbil e perversa, está profundamente enganado quanto aos preceitos do espiritismo moderno e, de maneira irresponsável e covarde, conduz desavisados ao caminho do erro.

4. Por fim, rechaçamos de maneira veemente qualquer tipo de defesa, por parte dos espíritas, dum presidente que em diversos momentos demonstrou desrespeito e indiferença às vítimas da pandemia que nos assola e que sistematicamente reproduz falas e atitudes vulgares, envergonhando nosso país e humilhando nosso povo, sobretudo os mais pobres.

Desta forma, chamamos os espíritas verdadeiramente preocupados com o Brasil, os espíritas realmente dedicados ao progresso, para não comparecerem aos atos golpistas prometidos para o próximo 7 de setembro.

1 COMENTÁRIO

  1. Quem é favor deste desgoverno é contra o amor. Não podemos nem dizer que a pessoa que é a favor já morreu, pois muitos que morreram eram contra e lutavam contra essa situação em que estamos.
    Precisamos olhar para o outro como gostaríamos de ser olhado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui