Ativista Antônio Isupério, da coordenação do EàE, recebe ameaça de morte de supremacistas

368
isupério
Antônio Isupério

O ativista LGBT+ e Antirracista Antônio Isupério, membro da Coordenação do Coletivo Espíritas à Esquerda foi ameaçado de morte pelo supremacista Aristides Braga no Instagram. “O que a gente vai fazer contigo é do tamanho patamar de aqueles vídeos dos chilenos cortando cabeças”, ameaçou Braga.

O fúria foi deflagrada após Isupério ter denunciado uma postagem em que Israel Soares faz declarações e saudações nazistas. Três dias depois da denúncia a polícia executou um mandado de busca e apreensão na casa de Israel quando foram apreendidos equipamentos eletrônicos. O suspeito de apologia ao nazismo continua em liberdade.

 

 

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação compartilhada por LGBT ANTIRACIST ✊🏾🏳️‍🌈 (@isuperio)

O post de Israel foi foi excluído pelo Instagram, mas Isupério fez a repostagem com comentários. Imediatamente, no dia 31 de agosto de 2021, o ativista começou a receber comentários, mas entre eles destacou-se o de Aristides Braga:

“Cara, faz agora mas tu faz agora o BO porque o tanto de gente que tá atrás de ti. A gente vai te achar e oque a gente vai fazer contigo é do tamanho patamar de aqueles vídeos dos chilenos cortando a cabeça dos caras. Ouve bem, tu não ta mecendo com 2 3 pessoas tu ta mechendo com um vespeiro de mais de 5 mil pessoas que ODEIAM judeus e agora sabem que tu é judeu.”

 

Braga mora em Novo Hamburgo, no RS, e é filho de um comissário de polícia. Isupério tem um outro vídeo postado em que Braga tenta falar alemão, num possível indício indício de ligação com células neonazistas, especialmente pelo conteúdo antissemita da mensagem.

Segundo a pesquisadora Adriana Dias, há cerca de 530 células supremacistas que cresceram desde 2019 no Brasil.

Antonio Isupério utiliza seu Instagram como plataforma de exposição dos casos de violência e discriminação nas redes sociais. Foi ele que expôs Victor Sorrentino (o médico que foi preso no Egito) por sua fala misógina contra uma balconista. O apresentador Sikera Júnior também teve suas falas homofóbicas denunciadas no seu perfil.

Isupério relatou a ameaça de morte ao Ministério Público (protocolo MPF 20210079114) e aguarda por uma reposta da instituição.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui