O bolsoespiritismo é vergonhoso e deixará profundas marcas na história do movimento espírita

176
Thammy Miranda e seu filho Bento Ferreira de Miranda, fruto do casamento com Andressa Ferreira

Um famoso ator global, muito ligado ao movimento espírita conservador e reacionário, manifestou, mais uma vez, suas dificuldades morais e cognitivas em episódio recente e já bem conhecido da campanha do dia dos pais duma grande empresa de cosméticos.

A celebridade bolsoespírita –que agora se diz arrependida e contrária ao miliciano genocida que ajudou a eleger– disse: “é o dia dos pais, não o dia das trans”[1]. E não se limitou a isso. Quis também dar um ar intelectualizado às suas toscas e insensatas colocações, tentando teorizar sobre a “Escola de Frankfurt”[2]:

“Como todo comunista eles não tinham pressa: a ideia era criar uma série de movimentos ou ativismos, que ‘comessem’ as democracias por dentro, com a gradual erosão de seus valores.

Uma dessas propostas era a pasteurização das identidades de gênero, a destruição da família tradicional, pedra angular do Manifesto Comunista, a estigmatização da religião, resultando daí, por corolário, a destruição do sistema capitalista.

Os vários ativismos, a transsexualização como dado ‘moderno’ de comportamento sexual, a criação das ‘novas famílias’ em substituição da família ‘careta’; a divisão da sociedade em oposições radicais e antagônicas, e, lastbutnotlast, a diminuição da população através da assexualização da juventude.”

Thammy Miranda e seu filho Bento Ferreira de Miranda, fruto do casamento com Andressa Ferreira

Sim, essas tolices infundadas –porque mostram completo desconhecimento da “Escola de Frankfurt”– e preconceituosas –porque se alinham ao que de pior existe na sociedade humana, como os asquerosos pastores televisivos– expõem de forma cabal a afronta a todas as propostas de amor, respeito e acolhimento das obras kardecistas e dos ensinos de Jesus contidos nos textos evangélicos.

Não se pretende aqui, a partir desse fato singular que foi a citada campanha do dia dos pais, ovacionar ou apoiar tal ou qual empresa, pois se sabe bem que todas elas usam esse tipo de posicionamento exclusivamente para conquistar mais mercado e ampliar seu lucro a partir da exploração dos trabalhadores, todos os trabalhadores: sejam heterossexuais, LGBTs, homens, mulheres, negros, brancos, índios etc. No sistema capitalista, nenhum detentor dos meios de produção age para beneficiar a sociedade e todas as suas medidas e campanhas visam a ampliar o estoque do capital em cima dos ombros suados e cansados dos trabalhadores, até que se esgotem e sejam substituídos.

O destaque dado aqui, portanto, é o do alinhamento do bolsoespiritismo ao que há de mais reacionário, conservador e hipócrita na sociedade brasileira, mostrando que, talvez, o movimento espírita ainda não tenha chegado ao fundo do poço moral, apesar dos contundentes esforços dos seus muitos representantes, como médiuns, dirigentes e palestrantes, além, claro, de celebridades globais.

Todas as famílias, sejam de qual tipo for, devem ser respeitadas e acolhidas. Ser pai ou mãe significa algo muito além do que a mera contingência da presença de determinado sexo biológico no corpo, pois hoje se tem conhecimento da complexidade que envolve as questões de gênero, que não se resumem à fisiologia e se estendem por diversos outros campos do conhecimento humano.

O movimento espírita precisa urgentemente promover esse tipo de debate dentro de suas instituições. É preciso quebrar essa postura retrógrada que ainda insiste em sujar as propostas espíritas com esse bolorento discurso de ódio conservador.

Publicado no Facebook em 02 de agosto de 2019.

Ref.:

[1] https://www.tvprime.com.br/…/ator-carlos-vereza-solta-o…

[2] https://www.facebook.com/carlos.vereza.33/posts/1028179914264482

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui