Partido da Lava jato

146
Imagem:Arte elaborada a partir da arte original da Folha de S. Paulo.
Imagem: Arte elaborada a partir da arte original da Folha de S. Paulo.

A Lava-Jato é sabidamente um partido político, um partido que se aliou ao que existe de mais corrupto e criminoso em nossa republiqueta laranjeira, e com a única finalidade de colocar a extrema-direita protofascista no comando dessa infeliz e solapada nação.

Juízes, procuradores, policiais e demais integrantes dessa farsa jurídica atuaram criminosamente apenas para impedir a volta da centro-esquerda ao poder após o golpe de 2016. E conseguiram, com o apoio do grande capital nacional e da grande imprensa cooptada e também corrupta.

Agora que o trabalho já foi entregue, e alguns membros dessa farsa jurídica já fogem para o exterior (como não lembrar dum fascinado médium afirmando se tratar de um “venerando”?) para usufruir dos proventos de seus sórdidos serviços contra a sociedade brasileira, a marionete miliciana alçada ao poder por esse esquema corrupto e criminoso agora se sente à vontade para afirmar que essa “operação” acabou.

Triste é ver esse farsante corrupto, rei das rachadinhas e do crime organizado no poder, afirmar que em seu (des)governo não há mais corrupção. Na verdade, essa quadrilha ora no comando federal tem quase todos os seus membros investigados por crimes diversos, golpes financeiros e associações com o crime organizado. É um pacote completo da mais pura corrupção e da mais abjeta imoralidade social.

Será que os bolsoespíritas, também fascinados com a ação da “Farsa-Jato”, ainda consideram esse corrupto, misógino e racista um messias enviado? Como será que os “médiuns de direita”, como anunciado por grande revista de circulação nacional, veem agora a pilhagem organizada sobre os cofres federais?

Nessa onda protofascista, apoiada por grande maioria dos “espíritas de bem”, esse governo federal, e muitos dos governos subnacionais, tornaram-se apenas escritórios do crime organizado.

Arte elaborada a partir da arte original da Folha de S. Paulo.

Publicado na Página do Facebook.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui